Arquivo da categoria: 'Notas de Campo'
13maio
Arquivado em: Notas de Campo
Espantei-me ao lembrar que este texto existe. Não queria publicá-lo por estar meio fora do “prazo da validade”. Afinal, eu atravessei esse maremoto emocional e ficou só o emocional. Ao arriscar relê-lo, não esperava um senso da minha parte, mas sim um Frankenstein. Eu o escrevi no auge da angústia que começou em janeiro deste ano.   Normalmente, eu sei que o dia não será le...
Escritora dividida entre o tempo e o espaço. Colecionadora de achados e perdidos. Ex-líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I AM THAT GIRL. Não poupa no textão e nem nas doses diárias de café. Além disso, acredita piamente que você pode ser sua própria heroína.
23mar
Arquivado em: Notas de Campo
I. hoje   Tanto tempo que não passo por aqui e nem sei por onde começar. A não ser largar uma pergunta que me persegue desde 2019: o que vem depois?. Uma pergunta reencontrada entre cadernos de ideias e notas esparsas no ano passado (e isso influenciou bastante na escrita do meu conto que está disponível bem ali, na sidebar) e que ainda não tenho uma resposta apropriada. Principalm...
Escritora dividida entre o tempo e o espaço. Colecionadora de achados e perdidos. Ex-líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I AM THAT GIRL. Não poupa no textão e nem nas doses diárias de café. Além disso, acredita piamente que você pode ser sua própria heroína.
10set
Arquivado em: Notas de Campo
Ela respirou fundo. Sugando o ar pela boca. Prendeu-o. Contou até 7.   Liberou-o. Sentiu seu coração pulsar gradativamente. Sua mente se desanuviar. Seu corpo reagir.   Não tinha afogado, mas era como se tivesse — de novo.   Foram muitos meses perdida no meio do tornado virulento.   Até encontrar uma brecha para emergir — de novo.   Q...
Escritora dividida entre o tempo e o espaço. Colecionadora de achados e perdidos. Ex-líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I AM THAT GIRL. Não poupa no textão e nem nas doses diárias de café. Além disso, acredita piamente que você pode ser sua própria heroína.
02set
Arquivado em: Notas de Campo
Mas quem é vivo sempre aparece não é mesmo!? Prazer, me chamo Stefs e estou aqui para reiniciar o tempo do Hey, Random Girl! antes que ocorra outro colapso entre tempo e espaço.   Antes de contar o que tenho para contar, vocês estão bem? Espero que sim! Tenho que dizer que é engraçado publicar este texto em um dia que não é comemorativo (como meu aniversário). Algo que aconte...
Escritora dividida entre o tempo e o espaço. Colecionadora de achados e perdidos. Ex-líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I AM THAT GIRL. Não poupa no textão e nem nas doses diárias de café. Além disso, acredita piamente que você pode ser sua própria heroína.
22jul
Arquivado em: Notas de Campo
A vida pode conquistar uma nova energia quando há o reconhecimento de ser uma sobrevivente de tornados virulentos e não mais vítima deles. Entretanto, não significa que a vida melhora de um segundo a outro. Os tornados virulentos têm a capacidade de desorientar e de fazer dissociar, principalmente quando se fala do tempo presente.   Hoje é hoje. Não se sabe muito do ontem, porque...
Escritora dividida entre o tempo e o espaço. Colecionadora de achados e perdidos. Ex-líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I AM THAT GIRL. Não poupa no textão e nem nas doses diárias de café. Além disso, acredita piamente que você pode ser sua própria heroína.